"Bringing Portuguese traditional music into the 21st century" (Songlines Magazine)

Vila Navio, nome do projeto artístico de André Coelho Rodrigues, editou o primeiro disco "Cantinho da Vila" em 2013, apresentado ao vivo em Portugal, Reino Unido e Espanha. Em Março de 2016, foi realizado o segundo trabalho original "Ancoradouro", com a colaboração especial de Fausto Bordalo Dias.
Este projeto foi referenciado e elogiado pela publicação britânica "Songlines Magazine", um artigo que salientou e mencionou que "Vila Navio tem originalidade em mente, e a sua busca por um som diferente tem sido um sucesso".

2017 foi o ano em que o projeto foi consistentemente internacionalizado, embarcando numa digressão pela Austrália, atuando em Sydney, Melbourne, Newcastle, Castlemaine e Canberra. Ainda no mesmo ano, o projeto apresentou-se na Coreia do Sul, fazendo parte da programação da Seoul Music Week 2017.
No ano seguinte, chegou a vez de Vila Navio se apresentar ao vivo no Hong Kong Arts Festival, num concerto com lotação esgotada, integrando a 46ª edição deste grande evento, assim como em Xangai, alguns meses depois, na cerimônia de abertura de uma exposição de Arte Contemporânea, onde obras de artistas portugueses e chineses foram expostas na Fundação Fosun.
Em 2019, Vila Navio editou o terceiro álbum “Outra Margem”, revisto e elogiado pela Songlines Magazine, mencionando este trabalho como sendo "arrojado, sem intenção de ser provocador".

Vila Navio iniciou a promoção do mais recente disco no National Folk Festival, na Austrália, um evento que contou com quatro apresentações ao vivo desta formação, durante o mês de Abril, na cidade de Camberra.

 
 

Vila Navio, name of the artistic work of André Coelho Rodrigues, released the first album “Cantinho da Vila” in 2013, presented live in Portugal, UK and Spain.

In 2016, it was released the album “Ancoradouro”, with the special collaboration of Fausto Bordalo Dias, one of the most relevant Portuguese musicians of all times.
This work was referenced and praised by the British World Music publication "Songlines Magazine", a review that pointed out and mentioned that "Vila Navio has originality in mind, and their quest for a different sound has been a successful one".

2017 was the year in which the project was consistently internationalized, embarking on their first tour to Australia, performing in Sydney, Melbourne, Newcastle, Castlemaine and Canberra. Also in the same year, the project went to South Korea, being part of the programming of Seoul Music Week 2017.

The following year it was time for Vila Navio to perform live at the Hong Kong Arts Festival, in a full-house concert, integrating the 46th edition of this great event, as well as in Shanghai, a few months later, at the opening ceremony of a Contemporary Art exhibition, at the Fosun Foundation.

In 2019, Vila Navio edited the third original album “Outra Margem”, reviewed and praised by “Songlines Magazine”, mentioning this work as “a bold record that does not aim to be provocative”.

Vila Navio started the new album promotion at the National Folk Festival in Australia, an event that had four presentations of this formation during the month of April in the city of Canberra.